Emissora: Syndication.
Emissora no Brasil: Rede Globo, Wagner Chanel,  Cartoon Network e SBT.
Transmissão Original: de 23 de janeiro de 1985 a 29 de setembro de 1989.
Duração: 23 minutos.
Temporadas: 2 (130 episódios).
Cores.
Companhias Produtoras: Pacific Animation Corporation e Rankin/Bass Productions.

O Desenho.


Desenho animado de grande sucesso, Thundercats foi criado pelo inglês Ted Wolf em 1983 e passou 2 anos sendo produzido, só estreando em 23 de janeiro de 1985. Por não ter nenhum grande canal de TV por trás, o desenho começou a ser exibido nos canais locais dos EUA, e em pouco tempo se tornou líder de audiência.

Um dos destaques era a animação ágil e os roteiros caprichados, que agradavam também o público jovem, adulto e fãs de HQs. A trilha sonora de Bernard Hoffer também é outro ponto que merece comentário, não só pelo tema de abertura como pela música incidental, simplesmente marcante.

Apesar de ser uma realização norte-americana da Rankin/Bass, a Telepictures Corporation e a Lorimar, praticamente toda a produção ficou para ser executada pela empresa japonesa Pacific Animation Corporation, por aproximadamente dois anos, tendo à frente uma grande equipe de desenhistas nipônicos.

Em 1985 foi produzida uma série de histórias em quadrinhos pela Marvel Comics, publicadas até 1988, No Brasil essa série foi publicada pela Editora Abril. Em 2002 a Warner lançou através da DC Comics várias séries e títulos únicos dos ThunderCats. No Brasil, os quadrinhos foram publicados pela editora Panini, em formato americano com 25 edições.

A História.


Fugindo da destruição de Thundera, seu planeta natal, um grupo de felinos humanoides chega no terceiro planeta de um sistema solar. Entre os felinos estão: Lion, líder dos Thundercats, apesar de parecer um tanto quanto inexperiente para isso; Panthro, excelente mecânico e mestre em artes marciais que usa seu nunchaku no combate aos vilões, e tem como única fraqueza o medo do morcego energia, uma criatura existente no terceiro mundo; Tygra, o calmo cientista e arquiteto do grupo que possui um chicote-boliadeira com o poder de torná-lo invisível, tendo como única limitação o fato de não saber nadar; Cheetara, capaz de desenvolver uma velocidade fora do normal enquanto corre e usa seu bastão acrobático para se defender, além disso a guerreira possui o Sexto Sentido, um poder psíquico capaz de prever acontecimentos, ter visões explicativas e uma ligação mental com outras energias psíquicas; Wilykit e Wilykat são as crianças do grupo, dois irmãos que possuem bombas de gás para qualquer eventualidade e pranchas voadoras como transporte; por último, mas não menos importante, o pequeno Snarf, protetor de Lion e responsável pelo lado mais cômico da série.

O líder Lion é portador de duas armas poderosíssimas. Uma, recebida pelo mestre Jaga, é o “Escudo Garra”, uma luva metálica em forma da uma pata de Leão que é capaz de refletir e deter raios de energia e também possui a capacidade de lançar cordas escondidas em compartimentos especiais; e a mais importante a Espada Justiceira, onde está o olho de Thundera, a fonte de força de todos os gatos do trovão. Com a Espada Justiceira, Lion pode invocar todos os seus amigos com o sinal dos Thundercats, e também ter um aviso do perigo através da “Visão Além do Alcance”.

Além dos poderes e armamentos, os felinos ainda possuem os conselhos sempre valorosos de Jaga, o mentor e guerreiro mestre de todos os Thundercats. Ainda em Thundera, Jaga era o líder e fundador da linhagem e da filosofia dos Thundercats que seriam guerreiros com super habilidades que iriam defender a paz e a justiça e manter vivo o sagrado código de Thundera: Justiça, Verdade, Honra e Lealdade.

Jaga foi um dos maiores membros do conselho Thunderiano e foi também um grande, fiel e verdadeiro amigo do rei Claudius pai de Lion. Jaga sempre cuidou e amou Lion como se fosse um filho e no momento da fuga de Thundera ele chefiou e protegeu os Thundercats em todos os momentos. Um fator importantíssimo é que Jaga é o verdadeiro senhor da Espada Justiceira onde se encontra o Olho de Thundera a maior fonte de poder dos Thundercats.

Os Vilões.


Mas os ThunderCats não estão sozinhos no terceiro mundo. Lá também está Mumm-Ra, um ser semelhante a uma múmia que vive numa pirâmide mística, mais especificamente dentro de um sarcófago.

Dentro da fortaleza do vilão existe a sala central onde se encontram o caldeirão mágico, as quatro estátuas gigantes dos Antigos Espíritos do Mal e o sarcófago, local onde Mumm-Ra dorme e mantém suas energias sempre renovadas. No caldeirão, Mumm-Ra pode ver e projetar imagens de tudo o que desejar e é através dele que ele pode também manter contato com Nêmesis, a força das trevas.

Quando está dentro de sua pirâmide, mantém uma forma envelhecida e desgastada pelos milhares de anos de vida. Porém ao invocar as forças dos espíritos do mal, a múmia envelhecida ganha músculos, altura e as faixas que recobrem seu corpo se partem, fazendo surgir um ser forte e de poderes quase ilimitados, com a aparência de um faraó semi-mumificado.

Junto com Mumm-Ra age um grupo de mutantes vindos também de outro planeta, o Plun-Darr. O líder dos mutantes é o Escamoso, da linhagem réptil de Plun-Dar, foi quem comandou o comboio de naves mutantes que atacou as naves dos ThunderCats no momento da explosão de Thundera. Sua principal característica é a maneira de falar deixando soar mais forte a letra “s”; Abutre é o cientista e engenheiro da equipe mutante; Simiano é um dos generais mutantes, sendo um macaco ele tem uma força física acentuada mas em compensação seu intelecto é bem limitado; o Lobo na linhagem Plundariana, chamdo Chacal, é o mais fraco, no físico, entre seus companheiros, mas é muito traiçoeiro.

Com menos destaque que esses, os ThunderCats ainda tinham que enfrentar: Rataro, um mutante que possuí o Olho de Rato, duas adagas que juntas e à frente de seus olhos se tornam uma arma de grande poder; Grune, um Ex thundercat melhor amigo de Jaga que ficou com inveja do mentor quando ele se tornou líder dos felinos; e os Lunatack´s, que são inimigos interessados no 3º mundo para povoarem.

 

Equipamentos.


Os ThunderCats tiveram que se adaptar ao seu novo habitat e para isso construíram a “Toca dos Gatos”, uma fortaleza monumental, projetada por Tygra, capaz de abrigá-los e protegê-los de ataques inimigos, graças aos avançados equipamentos de rastreamento e artilharia.

A toca contava com uma central de comando, dotados de avançados sistemas operacionais de computação e redes energéticas, contendo uma imensa tela com a qual podia ver toda a parte externa e assim iniciar sua proteção ou ataque a um inimigo qualquer. A fortaleza possuía uma cabeça com o formato da cabeça de um felino em sua parte mais alta que podia se mover para vários lados e dos seus olhos soltavam possantes raios capazes de destruir quase tudo que encontrava pela frente, salvo raras exceções evidentemente.

O que merece destaque no arsenal dos felinos é o famoso Thundertank. Construído por Panthro, o veículo é capaz de enfrentar quase qualquer tipo de terreno, possui diversas armas e nele é possível transportar todos os ThunderCats. Geralmente é visto sendo pilotado pelo próprio Panthro. O veículo também era utilizado como um trator escavador de tandrilho, um mineral que produzia toda a energia vital da Toca dos Gatos, como era chamada a grande fortaleza e morada dos Thundercats.

A tração Thundertank  era proporcionada e mantida através de esteiras na parte traseira como as de um trator ou tanque de guerra e também contava com imensas garras anteriores semelhantes a uma pata, que permitia entre outras coisas, escalar montanhas bastante íngremes ou acidentadas. Possuía uma velocidade surpreendente, em qualquer terreno.

Novos Personagens.


Com o decorrer dos episódios dos Thundercats uma parte do enredo original foi sendo modificado naturalmente com a introdução de novos personagens. Num determinado momento de suas aventuras, o líder dos Mutantes, Escamoso vai para o planeta dos Snarfs e acaba sequestrando Snarfindo, um sobrinho de Snarf.

Alguns outros Thundercats apareceram ao longo da série como: Linx, o mais velho de todos os Thundercats, que por ter ficado cego, teve a audição e o tato super desenvolvidos. Sua arma é um pequeno escudo refletor que fica acoplado ao seu bracelete. Este super escudo é capaz de refletir qualquer energia ou onda sonora; o jovem ferreiro, Bengali, que tem como arma principal um inquebrável martelo Thunderiano capaz de lançar raios de energia e também invocar poderes desconhecidos até mesmo pelo próprio Bengali; e Pumyra que possui muita agilidade e podemos destacar sua capacidade de salto que é uma das mais altas entre todos os ThunderCats.

Surgem também novos vilões. Mumm-Ra que havia morrido em um dos episódios volta dos mortos e agora não teme mais seu reflexo. Além disso, ele ganha um cãozinho chamado mamute e descobre criaturas poderosíssimas que viviam na lua de Thundera, chamadas Lunatacs, e as recruta. Os Lunatacs são mais demoníacos que os Mutantes.

Entre os integrantes dos Lunatacs tínhamos: Luna, a líder dos Lunatacs, uma feiticeira anã que vivia sendo transportada por Amock, seu servo; Amock, guarda-costas de Luna que adorava doces; Tugmug, extremamente poderoso na gravidade menor do terceiro mundo, podendo usar suas três pernas para pular grandes distâncias e com uma impressionante força; Chilla, lunatak da Lua de Gelo de Plun-Darr que tinha controle sobre o frio e o calor, soprando pra congelar o ar em torno de um alvo em segundos; Redeye, da Lua Escura de Plun-Darr, ele teve sua capacidade de visão aumentada no terceiro mundo, permitindo-lhe ver as coisas em infra-vermelhos e até mesmo para detectar Tygra, quando este ficava invisível; Alluro, mestre na arte de mentir e da guerra psicológica, ele não era um bom lutador, mas usava seu poder mental para imobilizar os inimigos.

No Brasil.


A série dos Thundercats começou a ser exibida no Brasil pela Rede Globo em 1986, que mostrou somente os primeiros 100 episódios dos 130 produzidos. Inicialmente o seriado era apresentado apenas aos domingos num horário entre 10 e 11 horas da manhã.

Assim que começou a ser apresentada, a saga dos guerreiros felinos alcançou um gigantesco sucesso fazendo com que a Rede Globo exibisse dois episódios por semana ao invés de um. Pouco depois o desenho passou a ser diário sendo exibido na Sessão Aventura e depois no programa Xou da Xuxa. Foi quando ganhou inclusive uma canção gravada pelo grupo infantil Trem da Alegria.

Foram lançados pela Glasllite bonequinhos, o Thundertank, a espada Justiceira e um montão de outros itens ligados ao desenho.

Em 1995, o desenho voltou a ser exibido pela Globo no programa TV Colosso. Nesse período também havia começado a ser exibido pela Warner Channel e pelo Cartoon Network. Em 2 de julho de 2001 ThunderCats passou a fazer parte das atrações do programa Bom Dia e Cia, na época apresentado por Jackeline Petkovic, desta vez, exibindo também o restante da série. Em 19 de janeiro de 2012 voltou a ser exibido novamente no SBT, no programa Sábado Animado.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin