Direção: Richard Wallace.
Roteiro: Derek N. Twist.
Ano de lançamento: 1945.
Duração: 93 minutos.
Estreia na televisão brasileira: 27 de julho de 1975 (Rede Globo).
Cores.
Companhias Produtoras: Columbia Pictures Corporation.


Tudo bem que o filme, Aladim e a Princesa de Bagdá não é uma grande produção, com orçamento exagerado, nem teve uma repercussão de blockbuster até mesmo em seu país, mas como atração para entreter nossa tarde ele serve muito bem. O filme lançado em 1945 pela Columbia Pictures Corporation, tinha tudo para se tornar um grande sucesso, tomando como base uma história conhecidíssima, um elenco com nomes como Cornel Wilde e Evelyn Keyes e efeitos especiais que para época lhe valeram uma indicação ao Oscar.

Ao lado de clássicos como Jasão e o Velo de Ouro (1963) Simbad, o Marujo (1947)  e O Filho de Alí Babá (1952), Aladim foi mais um daqueles filmes sobre As Mil e Uma Noites que recheou nossa infância de fantasia. Quem nunca sonhou em encontrar uma lâmpada mágica que através de um gênio nos concedesse alguns desejos? Ou em simplesmente estar em um mundo com gigantes, bruxos e  princesas, vivendo aventuras de capa e espada? Pois Aladim e a Princesa de Bagdá tem tudo isso e um pouco mais, ele trás uma inovação na história do personagem.

Aquele Aladim mais jovem que todos conhecemos dá lugar a um herói mais maduro que é visto como um conquistador pelas mulheres de Bagdá, em parte por sua bela voz  que ele expõe em suas cantigas nas tabernas, mas também pelas pitadas de charme do herói. Então não espere aquela coisa de jovem que mora com sua mãe viúva e pobre, porque isto está bem longe do filme. Aladim continua vivendo como desordeiro até o dia em que consegue olhar por trás do véu da princesa Armina, o que transforma o sedutor plebeu num homem apaixonado capaz até mesmo de pular os muros do palácio para se encontrar com sua amada. É claro que Armina tenta resistir aos encantos de Aladim que todas as outras donzelas estão loucas pra aceitar, mas por fim se mostra interessada pelo herói.

Depois de ser preso com o seu colega Abdullah (cúmplice do herói em suas enrascadas e um tremendo covarde que tem como única habilidade o roubo e o papo), Aladim foge da prisão do palácio e vai parar numa caverna onde um velho feiticeiro tenta enganá-lo para que ele enfrente alguns perigos afim de pegar uma lâmpada para  ele.

Aladim consegue pegar a tal lâmpada, mas acaba ficando com ela, e aqui vão mais duas variações da história original: primeiro que Aladim não tem apenas três desejos, ele pode fazer infinitos pedidos até que a lâmpada caia nas mãos de outra pessoa, e o que é mais curioso, quem sai da lâmpada é uma gênia, muito espevitada e pra variar apaixonada por Aladim, por isso a tal gênia até tenta dar uma força ao amado pra que ele fique com Armina, mas enciumada ela trás mais confusões para ele do que soluções.

Uma coisa divertida no filme do diretor Alfred E. Green (de Ela e os Marujos e Sonhos Dourados) é que ele mistura elementos que nem sonhavam existir nos tempos das Mil e Uma Noites, por exemplo, Abdullah usa uns óculos e fala sobre coisas como televisão e jogos de baralho, enquanto a gênia transforma Aladim num cachorro, animal que não costumava ser domesticado nos tempos de Ali Babá. Não bastasse a mistura de elementos contemporâneos, na luta final entre Aladim e o vilão, Abdullah cita que queria ter um revólver, mas se recorda que a arma não foi inventada ainda.

As canções de Marlin Skiles e Clifford Vaughan também são boas, com destaque para a que Phil Silvers (Abdullah) e Cornel Wilde (Aladim) cantam em uma taberna, onde Aladim fala mal do sexo feminino e Abdullah defende as mulheres.

Aladim e a Princesa de Bagdá é diversão garantida para toda a família, tem cheiro de pipoca num fim de tarde e de muita aventura. Vale a pena conferir.

ELENCO:

Personagens Elenco Dublagem –
Globo
Dublagem –
Globo
AIC – São Paulo Cinevídeo
Aladdin Cornel Wilde Eduardo Dascar
A Gênia Evelyn Keyes
Abdullah
Phil Silvers Nizo Neto
Princesa Armina
Adele Jergens Mabel Cezar
Novira Dusty Anderson
Sultão Kamar Al-Kir Dennis Hoey Mauro Ramos
Grande Wazir AbuHassan Philip Van Zandt
Mário Cardoso
Jafar Gus Schilling
Kahim
Nestor Paiva
Gigante
Rex Ingram
Kofir Richard Hale Francisco José
Ali John Abbott
Handmaiden Carole Mathews



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin