Spectroman, muito improviso e boas interpretações.

Izaías Correia


A Série

“Planeta: Terra. Cidade: Tóquio. Como em todas as metrópoles deste planeta, Tóquio se acha hoje em desvantagem em sua luta contra o maior inimigo do homem: a poluição. E apesar dos esforços das autoridades de todo o mundo, pode chegar um dia em que a terra, o ar e as águas venham a se tornar letais para toda e qualquer forma de vida. Quem poderá intervir? Spectreman!”. Essa narração do texto inicial da série Spectroman, na voz de Carlos Alberto Vaccari, marcou a infância de uma geração, principalmente o público infantil.

Spectroman estreou na televisão brasileira no dia 13 de janeiro de 1981 na Sessão Premiada da Record, sendo mostrada toda terça-feira às 18h45.  Em 1982 foi exibida junto com Ultraseven mudando-se no ano seguinte para a TVS.  Seu melhores índices de audiência, porém, foram em 1986 quando passou a ser exibido dentro do programa Bozo. Spectreman foi ainda exibido no TV Poww! e Show Maravilha até 1990.

A versão de Spectreman apresentada no Brasil era a mesma dos Estados Unidos, onde  recebeu nova abertura e encerramento e teve alterações na edição dos episódios.

 

A Dublagem

Spectroman recebeu a dublagem da extinta Com-Arte- São Paulo que atuava dentro dos próprios estúdios da TVS. A direção ficou a cargo de João Ângelo que também fez a voz dos Dominantes no seriado e escalou para o elenco dubladores bem atuantes na dublagem paulista da época, exceção feita ao protagonista Luiz Nunes, com poucos trabalhos de destaques até ali.

Nunes começou a dublar em 1973, quando mudou-se de Marília para São Paulo. Foram poucos personagens na carreira do profissional, com destaque maior para Kenji. Após a greve de dubladores de 1978, fundou junto com Osmiro Campos, João Angelo e Marcelo Gastaldi a empresa de dublagem Cooperativa Mista de Artistas e Técnicos Ltda (Com-Arte). Parou de dublar em 1982 e entrou para publicidade onde hoje é diretor de uma agência.

As vozes da série Spectroman ainda hoje são lembradas com muita saudade pelo público do seriado. A criatividade dos profissionais envolvidos deu um charme ao seriado, pois eles acabaram criando diálogos engraçados e bordões que não haviam na versão americana.

Com alguns dubladores falecidos e seu protagonista afastado da dublagem, para os mais ligados à essa arte, esse trabalho é uma raridade que deve ser guardada por muito tempo ainda na memória dos que viram à série.

Confira abaixo os elencos de vozes no Brasil:

ELENCO

DUBLAGEM ORIGINAL

Spectroman

(Kenji)

Luiz Nunes

Dr. Gori

Carlos Seidl


Karras

Osmiro Campos


Dominantes

João Ângelo


Chefe Kurata

Eleu Salvador


Minnie

Leda Figueiró


Kato

João Paulo Ramalho


Wada

Marcelo Gastaldi


Otha

Mário Vilela


Narração

Carlos Seidl



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin