Emissora: TVS - SBT.
Ano de Produção: de 1982 a 1992.
Cores.
Companhias Produtoras: TVS - SBT.

Escute o Tema de Abertura em PortuguêsLetra do Tema de AberturaTrilha Sonora

 

 

 

O Viva a Noite foi um programa de auditório com variedades, dirigido a todas as faixas etárias, mas as crianças tinham um gosto especial por ele. O programa tinha um ritmo muito ágil, atrações musicais que as crianças costumavam ouvir nas rádios, musiquinhas que o Gugu gravava dirigidas especialmente para público infantil, bonecos, brincadeiras e tinha um elemento principal: as crianças bem pequenas não saíam de casa sábado à noite, podiam dormir até mais tarde porque não tinham escola no outro dia e na televisão esse era o programa que mais se encaixava no gosto da molecada.  

Viva a Noite surgiu da idéia de fazer um programa de sábado à noite, que seria uma mistura de Saturday Night Fever, com os mexicanos Sabado Fiebre e Oy Quem Dança es Usted. O programa inicialmente teria três apresentadores, e os nomes cotados para a atração foram os de Paulo Lopes, Paulo Barbosa e Jair de Ogum, mas depois que os produtores viram uma fita do Miss Brasil apresentado pelo iniciante Gugu, ficaram impressionados com a performance do garoto, que também já havia comandado o Sessão Premiada. Assim, arrumaram uma pequena participação para Gugu no Viva a Noite, ele passou a apresentar apenas o quadro "Quem Dança Hoje é Você", mas essa participação foi aumentando até que o apresentador ficou com o comando geral da atração.

O programa foi uma vanguarda dentro do SBT e tornou-se líder de audiência no horário encerrando a programação de emissora. A atração principal ao longo do Viva a Noite era a disputa entre homens e mulheres, artistas consagrados da época que disputavam numa gincana acirrada um troféu de neon em forma de lua. Um dos nomes mais comuns no programa era o da cantora Nhá Barbina, que acabou criando um personagem dentro do Viva a Noite, o da mulher apaixonada pelo Gugu Liberato.

Em 1987 o Viva a Noite coloca no ar o Concurso do "Rambo Brasileiro", onde fisiculturistas caracterizavam-se do herói norte-americano e vinham ao palco para um desfile de músculos. Isso depois de assistir a um clipe previamente gravado, cheio de efeitos especiais, onde o candidato participava de uma cena de combate.       

Outro quadro que repercutiu bastante foi o "Sonho Maluco". Telespectadores enviavam cartas contando um sonho diferente que tinha com algum artista, e a produção do Viva a Noite procurava realizar no palco ou gravar o sonho durante a semana, dependia muito do sonho. Só para exemplificar, uma telespectadora escreveu pedindo para deitar-se com o Zé do Caixão dentro de um caixão e passear pelo programa.

Em cada programa havia o "Convidado Mascarado", um artista que se fantasiava e ficava no palco, enquanto o Gugu dava dicas de quem ele era. Só no final do programa é que o artista mascarado tirava a fantasia detrás de um tapume, enquanto o telespectador, por telefone, tentava descobrir a identidade secreta do artista, para ganhar um prêmio.  

Gincanas davam ao programa um toque especial, agitando a noite e deixando a atração mais interativa. As coisas mais inusitadas faziam parte da gincana do Viva a Noite, como o Gugu pedindo para que o telespectador fosse até o estúdio fantasiado ou trazendo uma tampa de privada ou com chapéus diferentes.

A parte musical do programa também era um show à parte, além dos principais intérpretes da década de 1980 terem passado pelo palco do programa, o próprio Gugu tinha as suas canções que repercutiram bem, como “Docinho Docinho”, ou suas danças coreografadas especialmente para as crianças como, “O Baile dos Passarinhos”, "Meu Pintinho Amarelinho", a dança do estranhíssimo “Bugalú” e a canção de merchandising da Maggi “A Dança da Galinha Azul".   

Na época, o Viva a Noite já contava com assistentes de palco, a ajudante principal do Gugu era a Marriete, que se juntava ao Gugu em um dos momentos mais inesquecíveis do programa, a chamada dos comerciais, isso porque todos esperavam Gugu gritar “Viva Noite”, para responder no palco e em casa  “Viva...Viva....Viva”.

Em 1992 o programa saiu do ar, deixando saudades. Com o surgimento do Domingo Legal, muitos pensaram ser a volta do Viva a Noite, mas a tarde. No início o formato era parecido, mas com o tempo e a guerra pela audiência cada vez mais acirrada o programa foi se modificando até se tornar o que é hoje.

 

Elenco


 

Apresentação:

Augusto Liberato .... Gugu

 

 

 

 

COMENTE:

 

O InfanTv coloca à sua disposição um espaço para comentar as matérias publicadas no site. Pedimos que participe de maneira educada, respeitando a opinião dos demais e tratando exclusivamente dos temas abordados na página. Leia o nosso Termo de Uso e Responsabilidade.

 
comments powered by Disqus