Lembra? – Ritinha e Paulinho, os mascostes da Excelsior


ritinhaQuem viveu sua infância na década de 1960, assistindo a TV Excelsior com certeza deve se lembrar da dupla de mascotinhos da emissora que figurava em quase todas as vinhetas do canal 9, um casal de crianças divertidíssimo chamados Ritinha e Paulinho.

A TV Excelsior já tinha visto o grande sucesso que fazia o indiozinho da TV Tupi e o tigre da Record, e comprovado que os desenhos animados repercutiam bem na televisão com o comercial dos cobertores Parahyba, pois eles faziam o grande formador de opinião da família, a criança, escolher o seu canal só pra ver o desenho. Além disso, para realizar tudo que os personagens animados faziam, com atores de verdade, demandaria um custo extremamente superior, e algumas coisas na época que víamos nos desenhos eram irrealizáveis com atores de verdade. Assim, o diretor da Excelsior, Édson Leite, que havia retornado da Argentina, trouxe a ideia de criar dois mascotes para a Excelsior, surgindo assim a Ritinha e o Paulinho.

O público logo acabou se apaixonando pelos personagens, que ganharam cada vez mais espaço na programação, aparecendo em quase todos os intervalos da emissora e em quase todas as vinhetas, sendo que mais tarde eles se tornaram personagens não só do canal 9 mas de toda a Rede Excelsior pelo Brasil. A TV Gaúcha (atual RBS Porto Alegre), quando era afiliada da Rede Excelsior contratou uma equipe também do Rio Grande do Sul para redesenhá-los e fazer as vinhetas regionais da emissora. Quando a emissora saía do ar, por alguma razão técnica, aparecia um slide com os dois, escrito: “Não desligue não. O defeito é nosso. Estou fazendo o que posso para arrumar sua televisão.” E também em vinhetas onde apareciam um dos slogans da emissora: “Não ligue pra ele… Ligue no 9…”.

ritinha2Os personagens, que foram baseados em bonecos de uma emissora de TV argentina, foram redesenhados e ajustados à moda e aos costumes brasileiros. A personagem correspondente a Ritinha na Argentina, por exemplo, possuía cabelos longos e que aqui foram reduzidos, deixando-os mais curtos. A animação dos personagem era muito caprichada, com a velocidade, as expressões e atitudes dos personagens se aproximando das dos seres humanos.

Quando a TV Excelsior completou seis anos de existência foi realizado um concurso para escolher a mulher que mais se parecia com a “Ritinha do 9″. Entre 16 mocinhas a escolhida foi a bailarina Clivanir Gregório, coroada como Ritinha em 9 de julho de 1966. Clivanir passou a representar a emissora fora das vinhetas e em eventos especiais da TV Excelsior.

Após o fechamento da TV Excelsior em 1970, os personagens saíram do ar também, mas entre 1983 e 1984 a Rede Bandeirantes chamou Edson Leite para criar novas vinhetas com seus bonequinhos. Os bonecos, agora coloridos, receberam um novo visual, com cabelos castanhos, movimentos mais perfeitos e um novo amigo, um robô. Mas com o falecimento de Edson Leite, os personagens ficaram mais uma vez fora do ar.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin