10 Mais – vilões de desenhos animados dos anos 80.

Eles são o igrediente fundmental na receita de um bom desenho animado, amargo sim, mas fundamental. Vilão feito para criança precisa saber dosar a imagem de que ele é capaz de cometer as maiores atrocidades com a certeza que ele vai perder no final. Aqui estão algumas dessas figuras levemente assustadores e em alguns momentos engraçadas que não passaram despercebidas na década de 1980.

Do 10 ao 6Do 5 ao 1

 

10

Baianinho

Casas Bahia


O Baianinho foi criado em 1970 pela Interjob. O mascote das Casas Bahia surgiu como um símbolo capaz de representar a integração do Brasil dentro da Casas Bahia, por isso utiliza um chapéu de nordestino e bombachas gaúchas. Junto com o personagem surgiu o famoso slogan da rede: “Dedicação total a você!”. Desde então, o personagem já passou por seis reformulações de imagem.

 

9

Tigre Esso

Esso


Ele surgiu por volta de 1900, na Noruega, estampado nos galões de Benzin Gasoline. Na década de 30 apareceu em impressos na Inglaterra e depois ficou fora da mídia durante as duas guerras mundiais. Em 1953 retornou como desenho animado, versão que ficou famosa no Brasil na época do Repórter Esso.

 

8

Bond Boca

Cepacol


Criado pelo publicitário Cláudio Sendim, em 1983, o Bond Boca satiriza o herói James Bond enquanto encoraja os consumidores a usar o antisséptico bucal Cepacol. Com topete, summer e sorriso branco, os traços de Bond Boca foram refinados pelo cartunista Spacca.
As animações produzidas pela Briquet Filmes, acabaram chamando a atenção de um público bem exigente, as crianças.
Recentemente, a personagem adquiriu um ar menos formal, deixando o summer para usar um visual mais descolado.

 

7

Tony

Sucrilhos


Tony surgiu em 1952 com o lançamento do Kellogg´s Sugar Frosted Flakes of Corn. Através de um concurso Tony desbancou Katy a Cangurú e Elmo o Elefante. O personagem musculoso e que andava em duas pernas, no início tinha a companhia de um tigre jovem, chamado Tony Jr. Durante esses anos Tony teve ao seu lado também a Mama Tiger e sua mulher Sra. Tony. Em 1974, ano do tigre no horóscopo chinês, surgiu sua filha, chamada Antoinette.

 

6

Homenzinho Azul

Cotonetes Johnson


Criado em 1978, por Edmar Salles, da agência Lowe Lintas, e animado por Walbercy Ribas o Homenzinho Azul dos Cotonetes Johnson & Johnson, conquistou a simpatia da criançada quando apareceu dançando enrolado em uma toalha. O objetivo da campanha, que tinha como tema “Gente grande também precisa de carinho”, acabou sendo alcançado e esse gordinho careca abocanhou o Leão de Bronze no Festival de Cannes.

5

Menina Nhac

Claybom


Conhecida por sua enorme mordida que sempre terminava os comerciais com uma onomatopeia de “Nhac”, a menina mascote da margarina Claybom existe desde a década de 1960, quando já incentivava à criançada a pedir pros pais o produto que ela recomendava. A mascote ganhou novos traços ao longo dos anos, mas continua sendo a mesma gulosa de sempre.

 

4

Quicky Bunny

Quick


Quicky Bunny foi criado em 1973 para representar a marca Quick. Usando seu colar com um Q enorme, o bichinho representa a velocidade, ou seja, a instantaneidade de preparo do produto. Simpático, Quicky Bunny logo tornou-se um sucesso para seu público alvo. Em 1989 passou a se chamar Nesquik Bunny, trocando também a letra em seu colar para N.

 

3

Jotalhão

Cica


mascote3

A marca Cica é de 1941. Já o elefante verde que aparece na decoração das latinhas, o Jotalhão, de Maurício de Souza, foi criado em 1962 para uma campanha publicitária – que não foi adiante – do Jornal do Brasil. Oferecido então à Cica, foi adotado em 1979, dentro de um processo de modernização do design e da estratégia de comunicação da empresa.

 

2

Lequetreque

Perdigão


O simpático e desajeitado frango veloz da Sadia, chamado Lequetreque, foi criado na década de 70 pelo publicitário Francesc Petit da agência paulista DPZ. O nome do personagem foi escolhido num concurso aberto aos consumidores. A imagem do frango surgiu, primeiro, em desenhos animados depois se transformando em um ídolo com forte carisma. Recentemente a Linha Clubinho da Sadia, criada em 1997 adotou o Lequetreque como personagem oficial.

 

1

Galinha Azul

Maggi


Criada pela Norton Publicidade, a Galinha Azul é uma ave nobre que surgiu na década de 1980 para diferenciar o produto da Maggi da concorrente Knorr. A personagem nasceu junto com o slogan “O caldo nobre da galinha azul, e com a “Dança da Galinha Azul”, veiculada nos programas do SBT. Também participou da campanha “Quem matou Odete Roitman?” e o resultado só poderia ser um dos mais estrondosos sucessos da época. Fica com ela o primeiro lugar!



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin