É uma continuação do especial musical apresentado em 1980, com a menina Aretha mais uma vez encontrando grandes nomes da música brasileira cujas canções representam animais.

Emissora: Rede Globo.
Data original de exibição: de 9 de setembro de 1981.
Duração: 30 minutos.
Cores.
Companhias Produtoras: Rede Globo.

 

O Programa.


No dia 10 de outubro de1980, a Rede Globo introduziu espetáculos musicais infantis em sua programação, apresentando na faixa de programas Sexta Super, o especial Vinicius Para Criança, que acabou conhecido pelo nome do disco infantil que o inspirou: A Arca de Noé. No especial, permaneceram os mesmos arranjos e intérpretes do LP lançado pela gravadora Ariola naquele mesmo mês.

Primeiro foi o livro de Vinícius de Moraes com trinta e dois poemas, quase todos falando de bichos, publicado em 1970. Apareceram algumas canções que o próprio poeta ia musicando, como “A Casa” ou “O Pato” que já se cantava antes do especial na televisão. Segundo encontro no acervo do “Instituto Cultural Itaú – Uma Discografia Brasileira”, ambas as canções fizeram parte de um disco lançado em 1972: “Vinícius canta Nossa Filha Gabriela”.

Até que veio o especial A Arca de Noé no dia 10 de outubro de 1980 no horário nobre na TV Globo em comemoração ao dia das crianças. A primeira Arca foi recebida com entusiasmo pela crítica, destacando-se como uma produção que soube respeitar seu ouvinte e telespectador independente da idade. O programa ganhou os prêmios Emmy e Silver Award, em 1981, nos Estados Unidos e Ondas, em 1982, na Espanha.

Não foi preparado nenhum script, apenas um roteiro básico de orientação das gravações, criado por Ronaldo Bôscoli, para que os convidados ficassem mais à vontade. Os amplos cenários de Frederico Padilla, montados no Teatro Fênix no Rio de Janeiro, permitiam uma grande movimentação e tinham como destaque a utilização de vários efeitos especiais, como o chromakey. Assim, transpunha-se para o vídeo as fantasias imaginadas pelo poeta. Para o papel da menina que conduz o espetáculo foi escolhida a estreante Aretha, filha da cantora Vanusa e do cantor Antônio Marcos.

Vinícius de Moraes dá preferência aos pequenos e estranhos animais, como a pulga que sempre está pulando na perna do “freguês”, as abelhas no zune-que-zune, a coruja encolhidinha, a foca desengonçada subindo e descendo escada ou o gato mudando de opinião. Mas no meio da bicharada, a porta que vive aberta no céu, uma casa e um relógio. Até aula de piano tem. Onde o poeta buscou inspiração para colocar uma aula de piano nessa arca?

Vale destacar os musicais da feinha Corujinha cantada por Elis Regina, os contornos do salto do Gato feitos por Marina, a animação de Alceu Valença como adestrador de Foca, além do grupo Boca Livre construindo a casa da rua dos bobos e o pato pateta do quarteto vocal MPB-4.

As canções que ilustram os especial são: “O Pato”, “Corujinha”, “A Foca”, “As Abelhas”, “A Pulga”, “Aula de Piano”, “A Porta”, “A Casa”, “São Francisco”, “O Gato”, “O Relógio” e “Menininha”.

Ao final do programa, Aretha despede-se do “poetinha” e uma foto de Vinícius de Moraes aparece na tela, congelada. Ao fundo, ouve-se sua voz, declamando versos de Poética I: “De manhã escureço/ De dia tardo/ De tarde anoiteço/ De noite ardo./ A oeste a morte/ Contra quem vivo/ Do sul cativo/ O este é meu norte./ Outros que contem/ Passo por passo:/ Eu morro ontem/ Nasço amanhã/Ando onde há espaço: Meu tempo é quando”.

O programa recebeu prêmios nacionais e internacionais. Em 22/11/1981, competindo com 51 produtores e redes de televisão de 22 países – que apresentaram um total de 110 programas – o especial foi premiado com o Emmy de Ouro na categoria Popular Arts, durante a nona edição do Annual International Emmy Awards. O Emmy é considerado o maior prêmio da televisão mundial e é concedido pela National Academy of Television Arts and Sciences. No final de outubro do mesmo ano, o programa havia recebido o Prêmio Ondas, oferecido pela Sociedad Española de Radiodifusión, como melhor programa do ano. Na categoria melhor programa estrangeiro, Vinícius para criança ganhou também o Iris Award, concedido pela Associação de Produtores de Programas de Televisão dos Estados Unidos. Em 1982, a Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) concedeu o prêmio de melhor musical ao programa.

Vinícius para criança foi doado para a Biblioteca do Congresso norte-americano, junto com outros programas da TV Globo.

O especial foi reapresentado no dia 29 de novembro de 1981. Vinícius Para Criança também foi exibido em foi exibido na Dinamarca, em Israel e Portugal.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin