Lembra? – A Galinha Azul da Maggi.


A Galinha Azul da Maggi.

Na década de 1980 a empresa Nestlê, através da sua agência de propaganda na época, a Norton Publicidade, criou um personagem com o intuito de diferenciar seu caldo de galinha em tabletes, do forte concorrente Knorr.

Após um trabalho conjunto de publicitários, entre os quais o diretor de criação da Norton, Wagner Solano, Sérgio Lopes e Felinto Pereira de Souza, surgiu a personagem Galinha Azul, a garota-propaganda da empresa MAGGI, que após permanecer na mídia durante seis anos, em campanha de TV, merchandising e ações promocionais, ainda hoje ilustra a embalagem dos caldos da Nestlé.

A ave, uma galinha nobre, além de ser especial por ter o sangue azul, ainda proporcionava um excelente “gancho” para estimular a lembrança da marca. Junto com o slogan “o caldo nobre da galinha azul”, ela se transformou em um enorme sucesso na época, sendo presença garantida nos intervalos comerciais das emissoras.

O primeiro comercial tinha a participação do ator Lima Duarte, que apresentava uma promoção segundo a qual o consumidor deveria ficar atento à programação da Rede Globo para observar que letra da palavra Maggi a galinha azul comeria. Então, deveria enviar a resposta a uma caixa postal a fim de concorrer a prêmio. Daí se seguiu uma série de ações promocionais com o Caldo Maggi, que ofereceram desde galinhas de brinquedo que botavam ovinhos até uma casa, passando por eletrodomésticos, carros e jogos de jantar.

maggi2

Comercial de TV com César Filho.

Outra campanha de destaque esteve vinculada à novela das 8, Vale Tudo, onde o ator César Filho junto a personagem faziam a pergunta “Quem Matou Odete Roitman”, afim de premiar o acertador com 5 milhões de cruzeiros.

Logo foi criada a “Dança da Galinha Azul”, veiculada no programa Viva a Noite, do SBT. No palco do programa os artistas convidados dançavam a coreografia que era conhecida de todos. A canção que embalava a “Dança da Galinha Azul” foi gravada pelo grupo Algodão Doce ainda em 1988, sendo composição do próprio Gugu Liberato em parceria com Roberto Manzzoni, para isso mudaram apenas a estrofe “se o tempero é Maggi” para “se o tempero é mágico”. No ano de 1989 a música foi um dos maiores sucessos do carnaval, quando a MAGGI colocou o bloco da Galinha Azul na rua.

A letra da canção estava na boca do povo: “De leste a oeste, de norte a sul a onda é a dança da galinha azul. De leste a oeste, de norte a sul a onda é a dança da galinha azul. Tem um pouco de salsa, tem! Tem um pouco de conga, tem! Seu tempero é mágico e é fácil de aprender. Bata as asas e dê uma ciscadinha, bata as asas e uma picadinha. Có, có, có, có, có, có.

maggi1

A dança da Galinha Azul no Viva Noite.

Uma campanha que deixou saudades foi a do Dia das Mães em 1990, quando a Galinha Azul finalmente vira mamãe e apresenta ao Brasil sua cria. Em 1991, Lima Duarte voltou a contracenar com a Galinha Azul, perguntando ao Brasil se ela deveria ou não falar.

Os resultados obtidos com as campanhas da Galinha Azul permitiram aos caldos de galinhas MAGGI um aumento nas vendas de 40% para 60% durante dois anos após a veiculação da personagem. E não foi só o caldo que passou a ser vendido, a personagem alavancou a venda de todos os outros produtos Maggi, como as sopas, por exemplo.

Assista a um dos comerciais da Maggi.



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin