Uma dublagem marcante com vozes memoráveis.

Izaías Correia


O Desenho

Inspirado no filme de mesmo nome o desenho Os Caça-Fantasmas estreou no Brasil no dia 22 de março de 1987 com o episódio “K samos Fantasmas”. A partir dali começou a fazer parte da programação de domingo da Globo e esteve presente em outras programações da emissora como Xou da Xuxa e Sessão Aventura.

Tendo alcançado grande sucesso em todo mundo, a dublagem original do desenho teve suas polêmicas. O dublador Maurice LaMarche que na versão original fez a voz do personagem Egon,  declarou em entrevistas que os diretores de dublagem pediram que ele não tentasse incorporar o ator Harold Ramis, mas que criasse seu próprio estilo. LaMarche havia dito isso por conta de uma declaração de Bill Murray onde ele questiona o fato de Lorenzo Music (dublador do personagem Peter nas duas primeiras temporadas) ter a voz parecida com a do personagem Garfield e não com a dele. A partir da terceira temporada, Dave Coulier assumiu a voz do personagem.

A afirmação de Murray soa irônica, já que anos mais tarde ele fez a voz  do personagem Garfield no filme em live-action. O único dublador que quase foi o ator do mesmo personagem foi Ernie Hudson, que seria na série animada o personagem Winston, mas acabou sendo substituído na última hora por Arsenio Hall.

A Dublagem

Sempre ouço alguém reclamar da qualidade de áudio do estúdio BKS, mas ele tem para muitos um gostinho nostálgico. Pois bem, em 1985 a empresa foi chamada pela Globo para dublar o longa-metragem Os Caça-Fantasmas, sucesso de bilheteria na época, para sua exibição na TV. Quando o desenho foi lançado no ano seguinte, tivemos o privilégio de ouvir as mesmas vozes também na animação, algo que não aconteceu nos Estados Unidos já que a Columbia Pictures Television não chamou o elenco do longa para dublar a versão animada de Os Caça-Fantasmas.

Neide ficou responsável pela direção e escolha do elenco de Os Caça-Fantasmas, se encarregando não só da direção dos dois longas-metragens como da maior parte da série animada, tendo sido substituída em alguns episódios por Antônio Moreno. Neide é conhecida por emprestar sua voz a atrizes do cinema clássico como Katharine Hepburn, Jacqueline Beer, Irene Papas, Barbara Bel Geddes  e Louise Fletcher.

Já a tradução ficou a cargo de Gilberto Baroli que realizou um primoroso trabalho, muito elogiado por fãs e colegas de profissão.  Reinventou nomes como os dos equipamentos do quarteto.

Entre nomes consagrados da dublagem paulista nesse trabalho, o destaque está na interpretação de Sônia Perez fazendo o Geléia. Ela dublou o personagem na maioria dos episódios do desenho, não tendo feito todos por problemas de saúde.

Sim, a qualidade do áudio também está ultrapassada como a maior parte dos trabalhos do estúdio da época, mas o primor nas interpretações e a excelente escolha do elenco de dubladores faz desse trabalho uma viagem agradável pela memória auditiva de muitos.

Confira abaixo os elencos de vozes no Brasil:

ELENCO

DUBLAGEM ORIGINAL

Egon

Jorge Barcellos

Peter

Ézio Ramos


Ray

Flávio Dias


Winston

Antônio Moreno


Geléia

Sônia Perez


Janine

Márcia Gomes


Louis

Wendel Bezerra




style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin