Mulher Maravilha vira embaixadora da ONU .

Apesar de protestos a personagem é nomeada com a presença das atriz Lynda Carter .

InfanTv 23/12/2016


 De acordo com a organização, a Mulher-Maravilha foi escolhida por ser “símbolo da paz, justiça e igualdade”. Agora, a personagem irá colocar seus super-poderes a serviço da campanha anual da ONU para promover a emancipação de meninas e mulheres.

A cerimônia aconteceu na sede da ONU em Nova York (EUA) e contou com a presença das atrizes Lynda Carter, que encarnou a Mulher-Maravilha na série de TV da década de 1970, e Gal Gadot, que interpreta a super-heroína no filme “Batman vs. Superman: A origem da justiça” e na produção solo da personagem que estreia em 2017.

Durante a cerimônia, uma dezena de manifestantes, de ambos os sexos, deram as costas e alguns ergueram o punho. Shazia Rafi, dirigente do movimento She4SG, que luta pela nomeação de uma mulher para o cargo de secretária-geral da ONU, considerou “ridícula” a escolha de uma personagem de ficção. “Há tantas mulheres muito reais que poderiam ter sido eleitas”.

Um grupo de 350 funcionários da ONU também firmou uma petição para que Ban Ki-moon desista do projeto.

Um portal da internet criado por manifestantes diz que a Mulher-Maravilha é “a encarnação da garota do calendário – branca, de seios generosos e medidas improváveis – e ainda se veste com a bandeira dos Estados Unidos”.

O lançamento da campanha da ONU coincide com o 75º aniversário da primeira aparição da Mulher-Maravilha nos quadrinhos, durante a Segunda Guerra mundial, e com o filme da Warner Bros. que está em produção.

 



style=”display:inline-block;width:300px;height:250px”
data-ad-client=”ca-pub-7216971035978343″
data-ad-slot=”8029069552″>

WordPress Video Lightbox Plugin